Conheça o tratamento dentário que dispensa enxerto ósseo

Muito conhecido no mundo da saúde bucal, o enxerto ósseo, mesmo que ainda seja muito usado e requisitado, tem complicações que podem ser preocupantes para alguns pacientes.
Portrait of overjoyed happy female pensioner with stylish haircut looking at camera with cheerful broad smile, clenching fists, expressing excitement. Human facial expressions and reaction

Muito conhecido no mundo da saúde bucal, o enxerto ósseo, mesmo que ainda seja muito usado e requisitado, tem complicações que podem ser preocupantes para alguns pacientes. 

E, é com essa ideia de te trazer o máximo de informações sobre o enxerto ósseo, que a Fix Grupo preparou esta matéria para você que já ouviu falar sobre, acha que vai precisar ou ouviu seu dentista dizendo que essa pode ser a solução do seu problema. 

Este conteúdo é de extrema relevância para te informar sobre os cuidados e complicações deste procedimento. Então, continue a leitura e confira nossa explicação sobre o assunto!

Saiba os riscos do enxerto ósseo e conheça o substituto perfeito para ele. | Foto: Freepik.

O que é enxerto ósseo?

A principal função do enxerto ósseo é reconstruir uma área que tenha perdido altura ou espessura. O procedimento consiste em uma cirurgia na qual é removida parte de um fragmento ósseo de algum local, para ser implantada em outro que necessite desse fragmento, a fim de que o lugar seja reparado.

Mesmo que esse seja um dos procedimentos mais conhecidos por pessoas de dentro e fora do âmbito profissional, alguns profissionais, ou até mesmo pacientes, ainda possuem receio ou dúvidas sobre o procedimento. 

Também é importante lembrar que essa mesma técnica de enxerto ósseo pode ser usada para a realização de enxerto em pacientes que necessitam de uma reconstituição de uma área para o implante dentário. Sendo esse fragmento retirado da mandíbula ou de outros meios que vamos te explicar a seguir. 

Como é feito o enxerto ósseo?

Como foi dito anteriormente, é preciso realizar uma cirurgia para colocar o enxerto ósseo na região que for necessária e que há desgaste. 

Esse enxerto ósseo pode ser retirado do próprio paciente pelo osso autógeno, que possui propriedades que facilitam a regeneração, pode ser usado o enxerto ósseo retirado de animais, como é o caso do Xenógeno (osso liofilizado bovino) ou de materiais vítreos sintéticos, como é o caso da Hidroxiapatita, sendo que, tanto um quanto o outro, permite que o enxerto ósseo seja feito em blocos ou não. 

Após escolher o melhor material para o seu enxerto ósseo e realizar a cirurgia, começa o período de cicatrização. Esse período demora em média de 4 a 6 meses, porém nada muito exato, já que tudo depende do paciente e da maneira como o corpo de cada um demora para processar uma cicatrização, principalmente quando falamos de uma cicatrização na área da boca, que é sensível e muito usada diariamente.

É importante ressaltar que a função dessa técnica de enxerto ósseo tem como objetivo dar altura e mais espessura ao osso da mandíbula/maxilar, para que o paciente tenha mais segurança ao fazer o implante dentário.

Possíveis complicações do enxerto ósseo

Quando falamos desse tipo de cirurgia, é importante lembrar das possíveis complicações que podem acontecer com esse procedimento. 

Muitos dentistas alertam sobre o uso de enxertos homogêneos, visto que eles podem trazer riscos à sua saúde, além de transmitir doenças, causar infecções e causar alterações que podem acarretar em reações imunológicas, na reabsorção desse enxerto ósseo ou em hemorragia, além de uma dor muito intensa. O paciente pode ainda sofrer com sintomas de rejeição de enxerto ósseo dentário. 

Mas, essas são só algumas das complicações, esse procedimento tem muitas outras peculiaridades que ainda não foram citadas. Sendo assim, veja a seguir mais sobre enxerto ósseo dentário complicações: 

Infecção na gengiva dos dentes vizinhos

Muito se fala sobre estar precavido antes de fazer um procedimento desse nível, por isso é muito importante que o médico saiba não apenas o histórico de saúde do paciente, mas também se existe histórico de doenças infecciosas na gengiva e se essas doenças estão ativas. Doença gengival é uma infecção que pode danificar até mesmo o próprio enxerto ósseo que foi aplicado.

Complicações por tabagismo

Ainda dentro da responsabilidade do profissional de saber o histórico de saúde do paciente está incluso o hábito de fumar. O cigarro pode causar danos e falhas no implante, além de restringir o fluxo sanguíneo, o que acaba por danificar as gengivas e o próprio enxerto ósseo. 

Volume ósseo insuficiente para o implante dentário

Tudo depende do osso, logo, ele deve ser suficiente para conseguir segurar/apoiar o implante que será colocado naquela área em questão. Essa perda óssea, na maioria das vezes, ocorre por conta da doença periodontal, que acontece na gengiva e é considerada muito forte, tornando os ossos mais frágeis.

Movimentos micro nos implantes

Mais comum do que parece, podem ocorrer também esses micro movimentos nos próprios implantes, quando os mesmos não possuem estabilidade.

Isso pode acontecer logo após a substituição do dente, assim o dente que foi fixado não fica e acaba caindo, o que pode acarretar em mais complicações, dores, desconforto e em uma gengiva machucada.

Toda essa situação deve gerar certo estresse ao paciente, que terá que retornar várias vezes ao dentista cirurgião, para entender o que aconteceu e aliviar o desconforto dado por esses pequenos movimentos.

Smile Fix dispensa enxerto ósseo

Agora que você conhece os riscos do enxerto ósseo, fique sabendo que o SmileFix tem a solução perfeita para substituí-lo: o implante dentário. 

O Smile Fix é conhecido por sua praticidade e segurança. Com ele o problema de não sentir sabor é deixado para trás e você passa a entender que não é preciso fazer nada complicado e invasivo para conseguir um sorriso saudável.

Com o Smile Fix tudo é mais fácil e prático, além de menos invasivo. Portanto, ele pode ser a sua solução, já que com essas características é possível dispensar facilmente o tão usado enxerto ósseo, que já se mostrou uma técnica muito invasiva, arriscada e até mesmo perigosa.

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Leia Mais

Nosso produto é feito para você.  Todo o processo de descoberta de um novo sorriso vai ser acompanhado de perto pelo nosso time.

© 2022 SMILEFIX - Todos os direitos reservados

siga o smilefix

Cadastre-se agora!

E receba mais informações